OBSERVATIONS ON PARENTAL CARE OF THE MASKED WATER-TYRANT (FLUVICOLA NENGETA) IN RIO DE JANEIRO, BRAZIL

Tatiane Lima da Silva, Rísia Brígida Gonçalves Cabral, Lucas de Assis Silva Andrade, Noemia Falcão Nogueira, Mariana de Souza Oliveira, Ildemar Ferreira

Abstract


Abstract ∙ The Masked Water-Tyrant (Fluvicola nengeta) belongs to the family Tyrannidae and inhabits locations close to bodies of water and urban environments. This work aims at describing basic aspects of the breeding biology, specifically the timing of the breeding season and parental care behavior through observations of nestling feeding frequency, identification of food items and nest defense. The study was conducted at Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Brazil, between October 2012 and June 2014. Fluvicola nengeta did not show a defined breeding season, reproducing throughout the year. During 33 hours of observations at 14 nests were recorded 518 feeding records, with an average of 16.7 (SD = 1.85) food items brought to the nest per hour. This feeding rate was high, compared to that of other Tyrannidae, and may be connected to the low levels of nest predation in the study area. The feeding rate increased throughout the day peaking in the middle of the day, declining by the end of afternoon. Both parents participated in feeding and defending the offspring. Food items brought to the nest included: Odonata (N = 3), Lepidoptera (N = 3), Coleoptera (N = 1), Hymenoptera – Formicidae (N = 1), and Arachnida (N = 1). The parents defended its nests against 22 species of birds and this behavior was classified in two categories: display (52%) where the intruder was simply warned using visual warning behaviors and persecution (48%), which resulted in chases. Displays were generally carried out by both pair members while persecutions usually involved only one individual, the other remaining close to the nest.

 

Resumo ∙ Observações do cuidado parental da Lavadeira-mascarada (Fluvicola nengeta) no Rio de Janeiro, Brasil A Lavadeira-mascarada (Fluvicola nengeta) é pertencente à família Tyrannidae e habita locais próximos a corpos d’água e áreas urbanas. Este trabalho tem como objetivo descrever aspectos básicos da biologia reprodutiva, especificamente a duração da estação reprodutiva e cuidado parental através da observação da frequência de alimentação dos ninhegos, identificação dos itens alimentares e defesa do ninho. O estudo foi conduzido na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Brasil, entre outubro de 2012 a junho de 2014. Fluvicola nengeta não demonstrou uma estação reprodutiva marcada, reproduzindo ao longo do ano. Em 33 horas de observações em 14 ninhos foram obtidos 518 registros de alimentação, com uma média de 16,7 (DP = 1,85) itens alimentares levados ao ninho por hora. Esta frequência de alimentação foi maior quando comparada a outros tiranídeos e pode estar relacionada ao baixo nível de predação na área de estudo. O fornecimento de alimentos aumentou ao longo do dia, com pico no meio do dia e declínio no final da tarde. O casal participou da alimentação e defesa da prole. Os itens alimentares oferecidos aos ninhegos incluíram: Odonata (N = 3), Lepidoptera (N = 3), Coleoptera (N = 1), Hymenoptera - Formicidae (N = 1) e Arachnida (N = 1). Os adultos defenderam o ninho de 22 espécies de aves e este comportamento foi classificado em duas categorias: display (52%) na qual o invasor foi simplesmente avisado através de comportamentos visuais de ameaça e perseguição (48%), que resultou no afugentamento do invasor. Displays foram comumente realizados por ambos os membros do casal enquanto as perseguições geralmente envolveram apenas um indivíduo, o outro permanecia próximo ao ninho.


Keywords


Behavior; Fledglings; Nestlings; Reproduction; Tyrannidae

Full Text:

PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.